Novo reforço do Santos, Evandro, meia que estava desde 2010 no futebol europeu, foi apresentado nesta quarta-feira no CT Rei Pelé. Vindo do Hull City, time que encerrou a sua participação na temporada 2018/2019 no início de maio, ele já vem treinando com o elenco, mas pediu tempo para fazer a estreia, em função da sua inatividade. Afinal, a última vez que entrou em campo foi em 19 de abril. Além disso, não era titular pelo clube inglês desde 12 de fevereiro.

Assim, Evandro adiantou que não vai atuar em 13 de julho, quando o Santos voltará a jogar pelo Campeonato Brasileiro, em duelo com o Bahia, marcado para o estádio de Pituaçu e válido pela décima rodada. “Acredito que ainda não poderei jogar no primeiro jogo, tenho trabalhado a parte física. Acredito que preciso de mais uns dias para melhorar isso”, afirmou o meia, que recebeu a camisa de número 25 das mãos do presidente José Carlos Peres.

O Santos sofreu uma baixa no meio-campo e fez uma contratação nas últimas semanas para o mesmo setor, com as competições de clubes paralisadas por causa da disputa da Copa América. O clube viu o volante Jean Lucas ser negociado pelo Flamengo com o Lyon e se reforçou com Evandro. O jogador, porém, indicou, durante a sua apresentação no CT Rei Pelé, que não se vê como um substituto de Jean Lucas e destacou que espera atuar mais avançado, embora tenha destacado a sua polivalência.

“Me sinto melhor como meia ofensivo”, adiantou Evandro, destacando, porém, que pode atuar mais recuado caso seja esse o desejo do técnico Jorge Sampaoli, até por já ter exercido a função durante a sua passagem pelo futebol europeu. “Fiz muito a função defensiva no Porto. Não terei problema se ele me pedir para jogar assim. Hoje é meu segundo dia de treino, é muito cedo ainda. Quero saber o quanto antes a forma que ele quer que eu jogue”, acrescentou.

O reforço santista também fez elogios a Sampaoli após os primeiros contatos com o treinador, além de ter revelado que vem conversando com membros da comissão técnica do treinador em espanhol, idioma que aprendeu durante o período em que jogou na Europa.

“Foi muito bom. Meu primeiro treino começou na sala de vídeos e foi o primeiro contato que tive com o Sampaoli. E foi um contato muito intenso. Prestei atenção em tudo que ele falou. É um cara que respira futebol”, elogiou.

Evandro iniciou a sua carreira no Athletico-PR, tendo passagens por Goiás, Palmeiras, Desportivo Brasil, Atlético-MG, Vitória e Figueirense no futebol brasileiro. Depois, fora do País, defendeu Estrela Vermelha, Estoril e Porto, além do Hull City.

Evandro é o 11º reforço a chegar ao Santos em 2019. Antes, o clube contratou o goleiro Everson, o zagueiro Felipe Aguilar, os laterais-esquerdos Felipe Jonatan e Jorge, os volantes Jobson e Jean Lucas, que já deixou o clube, o meia Cueva e os atacantes Soteldo, Marinho e Uribe.

Deixe uma resposta