Bruno Henrique marcou nove dos seus 14 gols no ano passado

Bruno Henrique marcou nove dos seus 14 gols no ano passado

Lance

No segundo semestre, quando são decididos a Libertadores, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil, Bruno Henrique marcou nove dos seus 14 gols no ano passado. E é esse o ritmo que o volante tenta repetir para ajudar o Palmeiras na metade mais decisiva da temporada.

Leia mais: Elenco do Palmeiras se reapresenta para a sequência da temporada


O último gol da equipe antes da parada das competições por conta da Copa América foi exatamente do capitão, concluindo a vitória por 2 a 0 sobre o Avaí, no dia 13. O meio-campista balançou as redes pela quarta vez em 2019, uma a menos na comparação com o primeiro semestre de 2018. Mas a aposta segue em treinamento para o sucesso nas finalizações.

– Faço bastante esse tipo de treinamento de finalização de fora da área, principalmente depois dos treinos. Geralmente, o Felipão faz a parte tática e, depois, aproveito para fazer esse tipo de fundamento – disse à OTB TV o jogador que, segundo o Footstats, precisa de três chutes para marcar um gol na atual edição do Campeonato Brasileiro.

– Chuto de fora da área, bato falta, treino pênalti também, chego de trás, finalizando de dentro da área… Todas as jogadas que, no jogo, a bola, às vezes, sobra. É uma característica minha que procuro sempre estar treinando para, quando aparecer a oportunidade, melhorar a minha porcentagem de acerto.

Destaque no ano passado, Bruno Henrique sofreu com o ajuste tático do time com a chegada de Ricardo Goulart. Pouco ia à frente e, com isso, não balançou as redes no Campeonato Paulista e na Libertadores. Sem o meia-atacante, que já voltou ao Guangzhou Evergrande, fez seus quatro gols no Campeonato Brasileiro – além do diante do Avaí, um no 4 a 0 diante do Fortaleza e dois na vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-MG.

Na comparação com o Brasileiro do ano passado, ao menos, Bruno Henrique já é mais eficiente. Na campanha que rendeu o título ao Palmeiras em 2018, o volante fez nove gols e precisava de cinco finalizações para balançar as redes uma vez, de acordo com o Footstats. Na edição atual, necessita apenas de três.

O Palmeiras tem um amistoso contra o Guarani, em Campinas, no dia 3, e volta a entrar em campo oficialmente no dia 10, no Allianz Parque, diante do Inter, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil. No dia 13, no Morumbi, encara o São Paulo, pela décima rodada do Brasileiro, no qual é líder com cinco pontos de vantagem. Na Libertadores, torneio em que tem a melhor campanha, atua contra o Godoy Cruz, no dia 23, na Argentina, na ida das oitavas de final.

Defesa segura e ataque eficiente: os motivos da liderança do Palmeiras

Deixe uma resposta